terça-feira, 9 de abril de 2013

nas calçadas alinhados os fícus

[adriano lobão aragão]


nas calçadas alinhados os fícus
disciplina militar uniforme
não de seu verde mas de sentinelas
assim alinhadas pelas calçadas
a sol e chuva segue sua vigília

agora sendo vigília velório
diferente dos que seguem ao enterro
mas estas sentinelas permanecem
em seus rígidos postos espartanos
o próprio enterro os pés antecipando




[in Entrega a própria lança na rude batalha em que morra]

2 comentários:

José Vandrix disse...

Parabens Lobão! Gosto de sua poesia, da uso da palavra e da linguagem que vc faz. Li vários poemas do AveEva e outros que encontro na internet. "entre silêncios justapostos verbo silencioso ecoa". Ave, Ecoa, poeta!

Adriano Lobão Aragão disse...

Vandrix, muito obrigado pela leitura. Abraço.