domingo, 11 de dezembro de 2011

O que é o amor?


"O amor também é uma resposta: por ser tempo e ser feito de tempo, o amor é, simultaneamente, consciência da morte e tentativa para fazer do instante uma eternidade. Todos os amores são desditosos porque todos são feitos de tempo, todos são o nó frágil de duas criaturas temporais e que sabem que vão morrer; em todos os amores, mesmo os mais trágicos, há um instante de felicidade a que não é exagerado chamar sobre-humana: é uma vitória contra o tempo, um vislumbrar o outro lado, esse além que é um aqui, onde nada muda e tudo o que é realmente é."
 
Octavio Paz
[In A chama Dupla, amor e erotismo. Lisboa: Assírio & Alvim, 1995. página 153.]

Nenhum comentário: