sábado, 8 de outubro de 2011

dEsEnrEdoS 11








Nesta edição, realizamos uma entrevista-enquete com alguns editores de revistas literárias que, assim como a dEsEnrEdoS, dedicam seus esforços para a divulgação artística e literária, fomentar o interminável debate acerca da permanente busca de renovações e reencontros. As revistas Lama, AO e Celuzlose atenderam gentil e prontamente nossos questionamentos. E a dEsEnrEdoS? Como responderia a tais questões? Pois bem, vejamos: Como surgiu a ideia de lançar uma revista literária? dEsEnrEdoS surgiu de uma publicação anterior denominada Amálgama, editada de janeiro de 2002 a agosto de 2004, em Teresina, Piauí. O perfil da revista, embora impressa, era bastante parecido com a atual dEsEnrEdoS, pois buscava mesclar poesia e ficção, ensaios e artigos, sem apegos desnecessários a ideologias reducionistas. Mas, o cerne de sua gênese é a mesma de qualquer revista de arte e literatura, o desejo de dinamizar de alguma maneira o canal entre a produção e a leitura, entre o artista,o pesquisador e seu público. Quais as principais dificuldades enfrentadas? O silêncio e a indiferença sempre são obstáculos maiores que qualquer outro. Mas, felizmente, tivemos o privilégio de contar com a atenção e o apreço de bons leitores que tornam as inevitáveis dificuldades um assunto irrelevante. Enquanto tivermos público, continuaremos publicando e divulgando arte, crítica e literatura. Qual a abrangência, o público da revista? Quem sabe? Diversas vezes nos surpreendemos com o alcance desses textos que fazem esta revista. E algumas poucas vezes, é claro, nos decepcionamos por sonhar uma abrangência ainda maior. Mas, se neste exato momento, tenhamos apenas um único leitor, já valeu a pena o esforço. E as perspectivas, o que se pode esperar daqui pra frente? Melhor esperar 2012 para ver. Até lá, temos bons textos nesta edição para justificar as expectativas e os dEsEnrEdoS.



Os Editores 




contato
lobaoaragao@gmail.com
wandersontorres@hotmail.com




[revista dEsEnrEdoS - ISSN 2175-3903 - ano III - número 11 - teresina - piauí - outubro novembro dezembro de 2011]

Nenhum comentário: