segunda-feira, 25 de julho de 2011

"Do Sagrado ao Profano"


Alfredo Werney, Dimas Bezerra e Ruimar Batista





 MÚSICOS PIAUIENSES ENCANTAM CARIOCAS
                                                          (Marcos Vilarinho)



Os músicos piauienses Dimas Bezerra e Alfredo Werney  fizeram apresentação, como convidados, no Teatro João Caetano, Rio de Janeiro, por ocasião do II Encontro Nacional de Cultura do Morhan - Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase. Os piauienses apresentaram composições autorais, nos estilos reggae e afoxé, com grande aceitação do público. A noite foi comandada pela atriz Elke Maravilha que se apresentou com banda performática.

O show intitulado Do Sagrado ao Profano também contou com a participação de artistas de São Paulo, do Rio de Janeiro e de outras unidades da Federação. Para os piauienses, a experiência foi válida, gerando bons frutos: "Nosso show alcançou grande sucesso, gerando convites para retornar ao Rio e para apresentações em outros estados", assinala Dimas Bezerra. Ele acrescenta ainda que a música piauiense tem uma aceitação muito boa, faltando apenas mais investimento para a promoção de shows.

Dimas Bezerra e Alfredo Werney, decorrência dessa apresentação no Teatro João Caetano, estarão se apresentando no Festival de Cinema de Fortaleza (CE) e no Festival de Música Instrumental, em Santo André (SP). "É muito gratificante para nós ver a nossa música sendo aplaudida com entusiasmo", ressalta Dimas Bezerra. Alfredo Werney lembra que os artistas piauienses são muito elogiados entre os artistas cariocas, "pela criatividade, pelos nossos ritmos".

No mesmo festival, o coordenador geral do Morhan no Piauí, Ruimar Batista, lançou o livro "Negritude", já em sua segunda edição, com poemas afros. Para Ruimar, esta foi uma excelente oportunidade de divulgação da cultura piauiense: "A gente precisa divulgar lá fora o que fazemos de bom, no campo cultural, aqui no Piauí. Tornar conhecida nacionalmente a nossa cultura é uma forma de mostrar ao Brasil que também evoluímos; uma forma de mostrar que aqui também tempos pessoas capacitadas, voltadas para as artes, para a educação".


texto disponível no www.portalodia.com

Nenhum comentário: