sábado, 12 de junho de 2010

os versos dispersos




os versos dispersos
[adriano lobão aragão]

escrever acerca destes caminhos
por formigas apenas percorridos
prosaico verso devolvido ao lixo
ou entulho espalhado no quintal

vendem-se algumas sílabas caídas
em quatorze versos postos em quatro
quem sabe tosco rabisco concreto
disperso em traços de um auto-retrato

entre íntimos diálogos alheios
devaneio em meio a jardins e anseios
muros putas e puras moças em flor

fragmentos dispersos ou versos vencidos
pelo tempo pela vida pelos livros
acompanhando algum possível autor





[in as cinzas as palavras, 2009]

Nenhum comentário: