segunda-feira, 19 de abril de 2010

TOP5 – lista de mulheres

De Little Richard e seu Tutti-frutti de Daisies e Sues, a Lou Bega e seu Mambo nº5, que relê a estripulia de espevitado rocker, canções que fazem alusão a nomes de mulheres são encontradas por toda parte. Mantendo o foco na produção nacional, eis uma breve seleção de canções calcadas em listas de nomes femininos. Encontramos Ana Carolina exercendo seu lado bi (e daí?) de quem alardeia que “comeu e bebeu a Madonna” e agora complementa com mais 8 estórias; Zeca Baleiro afirmando que “agora é que são elas”; Tom Zé analisando o porquê de seu Medo de mulher; Lenine sintetizando de maneira primorosa sua musa a partir das musas de diversos outros compositores; mas o destaque fica para Gilberto Gil que, quando estava preso por porte de drogas nos anos 70, foi condenado à internação em um hospício, enquadrado como viciado (segundo a legislação da época, a outra opção era “traficante”), e dessa terrível experiência nasceu essa belíssima canção que tem como título o nome de sua então esposa: Sandra. Eis um lampejo de genialidade.


1 Sandra, Gilberto Gil
(Gilberto Gil)
Refavela, 1977

Maria Aparecida, porque apareceu na vida
Maria Sebastiana, porque Deus fez tão bonita
Maria de Lourdes
Porque me pediu uma canção pra ela
(...)

Cintia, porque, embora choque, rosa é cor bonita
E Ana, porque parece uma cigana da ilha
Dulcina, porque
É santa, é uma santa e me beijou na boca
(...)


2 Todas elas juntas num só ser, Lenine
(Lenine / Carlos Rennó)
In Cité, 2004

Não canto mais Babete nem Domingas
Nem Xica nem Tereza, de Ben jor;
Nem Drão nem Flora, do baiano Gil;
Nem Ana nem Luiza, do maior;

Já não homenageio Januária,
Joana, Ana, Bárbara, de Chico;
Nem Yoko, a nipônica de Lennon;
Nem a cabocla, de Tinoco e de Tonico;

Nem a tigreza nem a vera gata
Nem a branquinha, de Caetano;
Nem mesmoa linda flor de Luiz Gonzaga,
Rosinha, do sertão pernambucano;
Nem Risoflora, a flor de Chico Science,
Nenhuma continua nos meus planos.
Nem Kátia Flávia, de Fausto Fawcett;
Nem Anna Júlia do Los Hermanos.
(...)


3 Medo de mulher, Tom Zé
(Tom Zé)
Jogos de Armar, 2000

(...)
A Benta me acorrenta
Teresa no pé da mesa
Joana no pé da cama

Anália com a navalha
Adele me corta a pele
A Gal é que bota sal

Celeste botou-me peste
Edite botou-me gripe
Soraia me botou saia

A Malva me depilava
A Cáti de alicate
Odete de canivete
(...)


4 Elas por elas, Zeca Baleiro
(zeca baleiro)
O Coração do Homem-Bomba, vol. 1, 2008

Com Cristina eu só vivia de propina
Com Marlene era tudo misancene
Pra Renata eu cantava pata-pata
Com venância eu parti pra ignorância
Com concita eu fui explorar bauxita
Com jurema eu morei em Ipanema
Com Estela eu só vivia na favela
Foi Teresa quem me fez virar a mesa

(...)


5 8 estórias, Ana Carolina
(Ana Carolina / Chiara Civello)
9, 2009

(...)
Geovana me liga ainda,
Laura nem pode me ver
Pra Claúdia eu dançava sozinha
Até que na pitsa conheci a Sofia
Com Luna só disse mentira
Pra Ruanna mentia em espanhol
Pra Carmem inventei tanta história,
nem sei se era Carmem me foge a memória
(...)

Nenhum comentário: