sábado, 6 de dezembro de 2008

de Manuel Bandeira para Mário Faustino




Em sua Antologia Pornográfica: de Gregório de Matos a Glauco Mattoso (Nova Fronteira, 2004, p. 230), Alexei Bueno nos dá notícia de um indecoroso poema que Manuel Bandeira dedicou a Mário Faustino.



MÁRIO FAUSTINO
[Manuel Bandeira]

Mário Faustino de Veras
Se és deveras veado
Por que não assinas logo
Pra quem dás ou pra quem deras
Ou darás, Faustino amado:
Em vez de Mário Faustino,
Mário de Veras Veado?

Nenhum comentário: