sábado, 1 de novembro de 2008

yone de safo § 5 - a bailarina da Ásia ondula





§ 5
[Adriano Lobão Aragão]


a bailarina da
Ásia ondula
suavemente seus
gestos lascivos

envolta em sua sombra
sua chama dança
desde a ponta
dos dedos volta
sua dança devassa

a bailarina da
Ásia oscula
suavemente a ponta
dos dedos

desenvolta seu véu
sua chana ao léu
onde dança
aponta a ponta
de minha lança

envolta em sua umbra
suavemente se depura
a cona a anca
o lábio a vulva
avulta a dança de puta

a bailarina da
Ásia perdura
suavemente ondula
os seios

desenvolta em sua dança
sua cona se alcança
desde o lábio
lambendo a anca
ofertada em altar de santa

2 comentários:

Mara Vanessa disse...

Os próprios movimentos da bailarina personificados nas palavras. ;)

Carlange Lobão de Castro disse...

Um "casamento" artístico perfeito!