quinta-feira, 6 de novembro de 2008

"Não é fácil mostrar seu trabalho quando se é piauiense"




“Não é fácil mostrar seu trabalho quando se é piauiense”
7.ª pergunta para O.G. REGO DE CARVALHO


Colégio São Francisco de Sales – DIOCESANO
Prof Adriano Lobão Aragão

Alunos – 7ª série
Amanda Naira
Carla Curty
Cecília Teixeira
Iohanna
Raimundo Ferraz
Tamiris Carvalho


Orlando Geraldo Rego de Carvalho nasceu em Oeiras, no dia 25 de janeiro de 1930. Lecionou literatura no Colégio Estadual Zacarias Góis, bacharelou-se em direito pela extinta
Faculdade de Direito do Piauí, e atualmente é funcionário aposentado do Banco do Brasil. Autor de Ulisses Entre o Amor e a Morte, 1953, Rio Subterrâneo, 1967, e Somos Todos Inocentes, 1971.



O que influenciou o senhor a seguir a carreira de escritor?
Com certeza o livro O Guarani, de José de Alencar, que foi um dos primeiros livros que li.

No início da sua carreira você teve que enfrentar muitos obstáculos?
Alguns. Tudo que fiz foi com muita luta e determinação, pois não é fácil mostrar seu trabalho quando se é piauiense.

Sua cidade natal, Oeiras, lhe influenciou em algum livro?
Não muito. Só como inspiração, pois tudo que escrevo é ficção.

Você tem algum escritor que lhe serve, ou já serviu de inspiração para alguma obra?
Sim, um escritor francês chamado Gustave Flaubert.

Já que você é um escritor, e até editor de revista literária, o que lhe fez cursar uma faculdade de Direito e ser bancário?
Na época que eu estava para cursar a universidade, a única opção que valia a pena era o curso de Direito.

Você acha que já se realizou como escritor, ou ainda tem algo que gostaria de fazer?
Gostaria, só que hoje, com meus problemas de saúde, não tenho como continuar escrevendo.

Rio Subterrâneo é uma das obras suas mais famosas, pois foi comentada por vários escritores famosos da época. Quando você escreveu, previa esse sucesso?
Não, mas me surpreendi com todos os prêmios que ganhei com essa obra.

Nenhum comentário: