sábado, 4 de outubro de 2008

amálgama #3 - palaversoesia [02]

- Publicado originalmente em amálgama #3, maio de 2002.




Testamento

[Rubervam Du Nascimento]


A quem interessar possa
mesmo cobertas de escuro

luzes nas ruas da Mocha






Ao latifundiário Mafrense
dono dos donos das águas e votos

cu e chifres do gado vacum






A quem enganou adoidado
com ajuda de versículos sagrados

cara lavada dos cavalos






Aos herdeiros do padre Marvel de Anchova
sem registro nos cartórios da província

restos do pinguelo da cachorra






Aos notários do sul que aqui pernoitaram
maldição do escuro na rota dos caramujos

raiva da cor vermelha na flor do mandacaru

Nenhum comentário: